Aonde eu estava mesmo?

Vivi Lima, Fau Ferreira & CA Ribeiro
Segunda-feira - De 15 em 15 dias

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

A mudança é inevitável.

De repente 27 anos. Isto é, a porta dos trinta. Será que sou tudo aquilo que eu queria? Se parar pra pensar, acho que não.

Não realizei todos os sonhos que tinha, mas conquistei muitos novos projetos. Pois é, a vida me ensinou esta coisa nova, que requer esforços, porque exige mudanças.

Algumas mudanças são inevitáveis. Mudar de humor, ao ganhar um balão. Mudar de rumo ao ver que errou a direção. Mudar de idéia, pra poder crescer. E talvez, começar a viver.

Mas mudar também dá trabalho, é preciso experimentar. Pode parecer muito mais tranqüilo ficar com as coisas como estão, mas eu nunca saberia que o meu quarto fica maior com a cama encostada na parede se não houvesse mudado os móveis de lugar.

É cômodo ficar como está, mas escolher sempre o sorvete que agrada o seu paladar pode te inibir de descobrir um sabor surpreendentemente melhor. Que você nunca sentiria se não tivesse se permitido... e se não gostar do que provou? Volte atrás, o importante é não ficar parado.

Ou, como diria o poetinha Vinícius “feito essa gente que anda ai brincando com a vida. Cuidado! A vida é pra valer e não se engane, é uma só.”
Vivi Lima

4 comentários:

C. A. Ribeiro Neto disse...

Eu sempre peço duas bolas de sorvete: o de banana com caramelo e uma nova, pra conhecer! hehehehe

Incrível como você conseguiu fazer uma relação entre o meu texto passado e o úlitmo texto do blog da Fauzinha. E de quebra citar o poetinha! hehehehe

Podíamos fazer mais citações por aqui!
Beijos, o texto tá ótimo!

Leandro de Assis disse...

Muito bom, é preciso mudar as vezes e pra isso é preciso ter coragem!

Imcompreendida disse...

Nossa!!! Até parece que fui eu quem ditei este texto, com uma pequena diferença que pra mim cada mudança é um parto, sofro muito com elas... rsrsr Nem dá pra perceber né??? rsrs

Tá lindo texto, vai ser um problema escoilher uma frase e um só tema para escrever, mas eu tento...

Um abraço,

Pedro Gurgel disse...

É... a vida é pra valer! E pra amar! \o/