Aonde eu estava mesmo?

Vivi Lima, Fau Ferreira & CA Ribeiro
Segunda-feira - De 15 em 15 dias

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Começar, recomeçar e começar de novo

Quantas vezes você já sentiu sua vida desgastada? Eu, pelo menos, já senti diversas vezes. Não estou falando apenas de quando nos sentimos tristes porque algo acabou. Estou falando daquela sensação que sentimos quando parece que concluímos um ciclo, por mais que não saibamos que ciclo é esse.

Já perdi as contas de quantas vezes já recomecei minha vida. Senti uma grande necessidade de mudar de ambiente, passei um tempo entendendo o que eu queria e depois procurei-o. Pode ser uma busca, pode ser um esconderijo, pode ser apenas querer se livrar do tédio, a verdade é que renovar nada mais é que traçar novos objetivos, ou pelo menos precisar disso.

Acredito que esse processo deve ser mais simples para uns e mais complexo para outros, dependendo da natureza de cada um. Mas acredito que, independente do período de cada mudança e independente também do tamanho dessa mudança, é importante que ela venha. Que demore décadas, anos ou meses. A mudança é inevitável.

Um ponto importante para que o recomeço aconteça, acredito ser a livre passagem de pensamentos. Devemos aceitar mais que as vezes estamos errados. Uma outra opinião pode sim ser melhor que a sua. Deixemos o orgulho besta de lado e assim, nos preparamos para o engradecimento pessoal.

Mas também, convenhamos, pensar demais tarda o ritmo do ciclo! Evitar lastimas, moralismos hipócritas e pensamentos circulares e evitavelmente paradoxais pode ser um bom passo para apressar o processo.

Ou não. Ou como eu dizia na infância:

- E eu lá sei? - E que sempre alguém ironizava:

- Laçou o que?

9 comentários:

Vilminha disse...

Assim foi o meu dia hoje desse jeito "eu sei lá" fiquei o dia inteiro enrolada e não fiz nada por inteiro, amanhã vou começar ou recomeçar tudo de novo. tem coisas que são bem assim, termonam um ciclo que nem sabemos porque. Beijos e uma ótima semana aos três amigos.

Vilminha disse...

Assim foi o meu dia hoje desse jeito "eu sei lá" fiquei o dia inteiro enrolada e não fiz nada por inteiro, amanhã vou começar ou recomeçar tudo de novo. tem coisas que são bem assim, termonam um ciclo que nem sabemos porque. Beijos e uma ótima semana aos três amigos.

Joãozito disse...

E desde quando tu laça, Carlin?
ehhehhe... Gostei desse, tava precisando "conversar com um texto". =)

Hermes disse...

tenho dificuldade de me livrar do velho, mudar e aceitar que as coisas estão mudando.

Fau Ferreira disse...

Carlinhos,

adorei o texto, digno de um psicólogo... rsrsr a única coisa que discordo é que pensar demais retarda a mudança, no meu caso é diferente, faz mudar o tempo todo, a ponto de não se fixar em nada... Eu queria que as minhas mudanças fossem mais lentas, para digerí-las melhor... mas, gostei muito da sua reflexão... Um abraço,

Paulo Henrique disse...

Uma das mellhores sensações que sinto é quando concluo algo. Mas, ralmente, a pior é não ter nada pra fazer de novo, iniciar um outro ciclo. Vivo me dizendo is
to: pense como fazer nada cansa!

Valeu!

Thiago César disse...

aí eh q tah...
axo q nao existem opiniões melhores ou piores q outras...
existem opiniões...

Pedro Gurgel disse...

Laçou o pensamento de/em você, sobre você, dentro de você.
Laçou-se a si, dentro dum universo chamado eu.

Esyath disse...

Reconhecer que precisa mudar... é um sinal de maturidade... o problema é quando nos falta a força da maturidade... algo que os sábios chamam de disciplina e força de vontade ferrenha...

Beijos (Des)conexos!